Buscar en La ciudad crítica

lunes, 3 de julio de 2017

A história e o patrimônio industrial a partir de outro olhar: o que dizem os pisos do Complexo FEPASA (Jundiaí/SP, Brasil)?


Artículo

Autor: Cano Sanchiz, J. M.
Revista: Faces da História
Número: 4:1
Año: 2017
Páginas: 147-161

Fig. Tipologia dos pisos documentados na amostra de estudo

RESUMO: Este trabalho é mais preocupado com problemas metodológicos do que com resultados de pesquisa. Pensamos que a contribuição mais original de um arqueólogo em um foro de historiadores das fontes escritas (a revistas Faces da História) é a questão instrumental e o destaque para outro tipo de fontes, como as materiais. Assim sendo, este artigo visa defender o papel da Arqueologia no estudo do passado recente. Para isso, tomamos como estudo de caso as oficinas construídas pela Companhia Paulista de Estradas de Ferro em Jundiaí (São Paulo, Brasil) desde finais do século XIX (hoje Complexo FEPASA), focando nossa atenção em um aspecto concreto: seus pisos. Nosso objetivo é demonstrar de forma prática e simples como por meio do cruzamento de todas as fontes de informação no espaço físico é possível alcançar outro olhar sobre a industrialização brasileira.
PALABRAS CHAVE: Arqueologia da Industrialização, Metodologia, Fontes Materiais, Espaços de Produção, Setor Ferroviário.

ABSTRACT: This paper gives more attention to methodological matters than to academic results. We believe that our most distinct contribution as archaeologists to a journal of written sources historians (Faces da História) is to show how our disciplinary research techniques and tools work, as well as to promote the use of other kinds of sources of information (the material evidence). Thus, this article aims to defend the role of Archaeology in the study of the recent past. In doing so, we take as a case study the railway workshops built by the Companhia Paulista de Estradas de Ferro in Jundiaí (São Paulo, Brazil) from the end of the 19th century onwards (today FEPASA Complex). More specifically, we pay attention to its pavements. Our final goal is to demonstrate in a practical and simple way that the cross-reading of all available sources of information in connection to space can provide a different perspective on Brazilian industrialization.
KEYWORDS: Archaeology of the Industrialization, Methodology, Material Evidence, Production Spaces, Railways.





No hay comentarios:

Publicar un comentario